Vamos nos enviadescer

Quando eu sai do armário (ou fui arremessado para fora dele) sabia que ia ser difícil e entendi a maior preocupação da minha mãe naquela situação.‘Você está se protegendo?’ foi a primeira coisa que ela me perguntou. Ela também me disse várias coisas relacionadas ao meu bem estar e como a sociedade lida com pessoas como eu.

Logo que eu comecei a me relacionar eu notei uma preferência dos outros: Eu como um jovem gay afeminado super fã da Lady Gaga não era um padrão desejado nem levado a sério dentro do “meio”. A partir disso eu comecei a passar por um processo de auto-censurar atitudes e trejeitos considerados “gay demais” para tentar não me inferiorizar, mal eu sabia que errada era a sociedade.

enviadescer mc linn
Gosto de gente bem afrontosa

Continuar lendo “Vamos nos enviadescer”

Estou melhorando

Assim como um céu em dias nublados, foram assim esses últimos meses. Eu mal me levantava da cama, pra gritar infortúnios sobre a merda da vida que estava (ou será que ainda estou?) levando, eu chorava naquele versinho daquela música, era um “Come rain down on me” que me abalava de modo que eu não conseguia me segurar. Eu estava fragilizado, tudo era escuro e eu não queria sair de lá, só queria ficar lá preso naquele versinho enquanto a chuva caia em mim, gelada.

Eu meio que perdi o controle das coisas, deixei pessoas que me importavam demais se afastassem, mudei com meus amigos. As pessoas começaram a me ligar: “Henrique, você sumiu, por que não vem mais em casa?”. E eu não sabia o que estava acontecendo, em meio à brigas com meu irmão, dos problemas financeiros que minha família está passado, eu olhava pra frente e me esforçava pra me manter otimista. Eu, logo eu que sempre via o lado positivo das coisas e estava sempre ali pra ajudar os amigos em suas recentes perdas pessoais, me vi com dificuldades em me tornar positivo, me segurava por uma corda tão fina quão fio de cabelo, e logo ela não pôde mais me segurar.

Continuar lendo “Estou melhorando”

Não gosto da alface – O desabafo de um veggie

Alface_romana
Sério, quem foi que espalhou esse boato?

A minha vida se tornou complicada fazem 2 anos. Depois de assistir um documentário sobre um modo de vida saudável resolvi me tornar um vegetariano, no começo foi estranho, porém algumas semanas depois eu já tinha me acostumado e a nova dieta fazia parte da minha rotina. Eu comecei gradualmente a me adaptar, primeiro deixei de comer carne vermelha e embutidos, depois carne branca e frutos do mar. Minha mãe foi super receptiva e deu apoio, entrando na onda junto comigo.

A parte mais difícil foram os 20 primeiros dias, eu tive que largar certos hábitos que quando eu cozinhava pareciam muito naturais pra mim (Como colocar bacon no feijão), também passei por situações constrangedoras como pedir pra tirar a salsicha do cachorro-quente e fui convidado para churrascos na casa de amigos e rejeitei a carne, sendo visto praticamente como um alien pelas pessoas em volta. As vezes sou até confrontado por pessoas indignadas que me perguntam “O que você come afinal de contas?!”. A vontade é dizer que eu como a mãe (ou o pai?) dela, mas esses pensamentos sempre ficam na minha cabeça, a e resposta mais irônica acaba sendo um “Eu como mato, ué!”. 

Sociedade 1 x 0 Henrique

tumblr_lojw49mWtX1qzbl7f Continuar lendo “Não gosto da alface – O desabafo de um veggie”

Olá você!

Olá, a gente pode não se conhecer ainda, mas tenho certeza que vamos nos dar muito bem.

Como você pode perceber nesse trocadilho do título – mais do que maroto – meu nome é Henrique. Tenho 20 anos e uma vida não muito agitada, vivo com minha mãe, dois irmãos e o cachorro.

11081495_951917454841825_4058111906866492792_n
                                                               Essa é a Mallu (versão filhote)

Continuar lendo “Olá você!”