Deixem o Tyler falar

tyler-the-creator-open-bar-freestyle-1-730x486

Liberdade de expressão: A gente lutou tanto pra conquistar o direito de expressar nossos sentimentos e dizer seja lá o que for doa a quem doer, afinal de contas o que nos torna seres humanos individuais e únicos na minha opinião é o fato de termos a habilidade de argumentar, e isso é ótimo já que por causa de pessoas que pensavam diferente e “fora da caixa” que não vivemos numa sociedade retrógrada e que (na maioria das vezes) respeita a individualidade e nos dá o livre arbítrio de fazer o que quiser da nossa vida e quando eu vejo a pressão e censura que artistas como Tyler, the Creator sofrem por apresentar relatos reais e crus da hipocrisia do mundo atual me deixa um pouco preocupado com a tamanha falsa-moral imposta pela nossa geração, ás vezes acho que na verdade devo estar numa comunidade amish numa vila rural dos Estados Unidos nos anos 50. Continuar lendo “Deixem o Tyler falar”

Indie coreano para dummies

Desde que eu pensei em começar o blog, esse é um dos posts que eu estava mais animado pra fazer, já que ele é sobre uma das minhas mais novas obsessões. Aí vocês me perguntam: “O que tem de tão bom no indie coreano“? E o que eu posso dizer pra você é que não falta criatividade na hora de criar músicas incríveis e que a Coréia não se limita ao k-pop. Nesse post eu vou listar as minhas bandas favoritas e tentar exemplificar o som deles.

Urban Zakapa

urban-zakapa_1431975812_af_org

Eles começaram como um grupo de 9 (!!) membros porém em 2012 eles se tornaram um trio, eles fazem um som considerado R&B porém com uma vibe mais leve e relaxante (Não vai achando que isso é The Weeknd ou FKA twigs). Eles já lançaram quatro álbuns de estúdio e quatro EPs até agora. Ouça: My Love, Cry baby, No Love.

Needle&Gem

needle&gem홈페이지_아티스트_니들앤잼-1024x556

Essa banda/duo é relativamente nova, mas me impressionou com a delicadeza das composições, que são totalmente em inglês, lembra bastante Damien Rice, Surfjan Stevens ou as músicas antigas do Coldplay (do álbum Parachutes). Formada pelo vocalista Eric You e pela violinista Rebbeca Jung, as músicas acústicas e de sabor agridoce, nos transporta pra uma época mais feliz, pura nostalgia. Até agora foi lançado um EP. Ouça: Dawn, Wall.

Continuar lendo “Indie coreano para dummies”

A espera interminável por Frank Ocean

Não é segredo pra ninguém que o querido, gostoso talentoso do Frank Ocean anda meio sumido, e á alguns (na verdade vários) meses que rolaram boatos que “algo” iria acontecer em Julho deste ano e todo mundo cantou a bola que iria ser o sucessor de channel ORANGE – o título provável é Boys Don’t Cry – porém nada aconteceu, o que deixou os fãs (eu) roendo as unhas desesperados, praticamente surtando, clamando em nome de todos os deuses.

sheldon-leonard-there-there
                       Vai dar tudo certo

Continuar lendo “A espera interminável por Frank Ocean”